Sat Nam!

O Centro de Kundalini Yoga Har Rai celebra em 2019 os seus 11 anos!
Honrados em servir, servindo com alegria.

Nossa gratidão infinita ao Guru Har Rai, que nos inspira com sua força de Compaixão, ao nosso Professor Yogi Bhajan por tão amorosamente compartilhar esses Ensinamentos, à amada Professora Gurusangat pela pureza e força do seu serviço, a cada Aluno, Amigo e Professor, toda a Sangat, por nos inspirar nessa Jornada de viver em Consciência. .
.

Hukam colhido a 25/08/2019, no Siri Guru Granth Sahib, Ang 479:

“A Força que Cria é uma só e ela é conhecida pela graça do verdadeiro Guru.

Você arranca as folhas, ó jardineiro, mas há vida em cada uma delas.

Naquela imagem de pedra, aos pés da qual você deposita essas folhas, não há vida nenhuma.

Nesse sentido você se engana, jardineiro.

O verdadeiro Guru é força viva da criação.

As divindades que você idolatra em pedra estão ali:

Brahma está nas folhas, Vishnu nos galhos e Shiva nas flores.

Então, a quem você serve quando as dilacera?

O escultor entalha a pedra colocando os pés em seu peito.

Se esse Deus de pedra fosse verdadeiro, já teria devorado o escultor!

Arroz, grãos, doces, bolos e biscoitos – quem se deleita disso tudo é o sacerdote, mas o que vai a boca do deus de pedra são apenas cinzas.

O jardineiro está enganado, o mundo está enganado, mas eu não.

Doze anos se passam da infância, depois mais vinte anos, e o ser humano não coloca em prática a autodisciplina e a seriedade.

Passam-se mais trinta anos e ele não se conecta com a força da criação, até que envelhece e se arrepende. Sua vida se esvai enquanto ele grita “Isto é meu, isto é meu!”, perdendo toda sua energia vital, como uma piscina que secou. Depois, constrói uma barragem para proteger essa piscina seca, e com as mãos constrói uma cerca em volta de um terreno já devastado depois da colheita.

Até surgir a morte, ladra, levando embora tudo que o tolo tentou preservar como seu.

Agora que sua cabeça, suas mãos e seus pés começaram a tremer, agora que derrama lágrimas copiosas e já não pode dizer as palavras que não dissera a vida toda, como pode ter a esperança de praticar a fé?

Pela compaixão da Força criadora, pela meditação no nome desta Força, Har, Har, é que o ser humano se conecta com o Infinito e recebe a preciosidade do Som universal, que por si só o acompanha até o fim.

Kabir diz: escutem, ó santos! Essa é a única riqueza que carregamos conosco.

Quando o Universo diz que nossa hora chegou, os mortais partem, deixando para trás suas riquezas e suas mansões.

Com Amor Infinito e Imensa Gratidão,

Professores do Har Rai

Olá!
Podemos te ajudar?
Powered by