Sat Nam!

 

É comum que em algum momento da sua experiência, o aluno de Kundalini Yoga escolha uma prática como Sadhana, para fazer diariamente por um período em casa, seja para apoiá-lo em alguma questão específica, ou porque gostou muito de uma Meditação em particular.

Yogi Bhajan nos apresenta uma relação dos tempos de prática e seus impactos no comportamento humano (hábitos mentais ou emocionais):

40 dias: você muda um hábito.

90 dias: você confirma um hábito (não apresenta mais oscilação).

120 dias: o novo hábito torna-se o que você é.

1.000 dias: você ganha maestria sobre esse hábito.

No tempo de 40 dias de prática, a meditação estimula o seu subconsciente para liberar todos os pensamentos e padrões emocionais que o obstruem. Confira também nosso texto “O que é ‘Sadhana’?”.

 

A conversa com o seu Professor é importante para apoiar e orientar cada caso, mas aqui estão algumas dicas que podem ajudar a sustentar o seu desafio de 40 dias (ou mais) de Sadhana, ou inspirá-lo a começar!

  • Definindo uma Sadhana:

Escolha uma prática: Não adianta se encantar com as Meditações e finalidades de cada uma, mas não praticar. Escolha a que lhe fala mais profundamente, e confie que gradualmente os benefícios se estenderão para sustentar diversos aspectos da sua psique e facetas da sua mente.

Comece com curtos períodos de tempo (como 3, 7 ou 11 minutos) e vá aumentando gradualmente se for o caso. Para se propor a um tempo maior de prática é importante ir construindo aos poucos a sua própria experiência meditativa. E além da quantidade (o tempo definido), é importante cuidar da qualidade da sua Sadhana.

  • Hora de praticar:

O melhor horário é o início da manhã, com o nascimento do sol (de 5h as 7h), quando a pineal é estimulada, em profunda conexão com sua vastidão, e promovendo grande limpeza do subconsciente. Além do mais, você carrega com você, durante todo o dia, a frequência que atingiu com a sua meditação matinal. Depois que você conquistou sua mente pela manhã, você está pronto(a) para conquistar qualquer coisa no seu dia.

Mas se não for possível nesse período, você pode praticar em algum outro período. Mas, dica: não deixe para o final do dia, quando o corpo e a mente já pedem descanso. Isso comprometerá seu rendimento na Sadhana.

  • Para começar:

Você pode fazer um breve aquecimento ou respiração (Lenta e Profunda, ou Respiração do Fogo) para despertar o corpo e se manter focado(a) no presente, centrando a mente e qualificando a sua prática.

Lembre-se sempre de sintonizar-se antes, entoando ONG NAMO GURUDEV NAMO (3x), e então o Mangala Charn Mantra (AD GURE NAMEH…).

  • Desafiando os desafios:

Ao longo dos 40 dias (ou mais) de Sadhana, você pode experimentar elementos que apoiam a sua prática e renovam sua disposição. Por exemplo, alternar o ambiente onde você pratica, ou preparar um local dedicado para sua Meditação (assim, toda vez que você entra ali, sua mente já sabe que hora de meditar!). Você pode também alternar as versões do mantra ou shabad que está utilizando, ou mudar o aquecimento / respiração que realiza antes de começar.

Se você estiver se sentindo muito lento(a), devagar, pode se aquecer com movimentos, Respiração do Fogo, ou até mesmo dançar por alguns minutos. Isso traz a tona ânimo e disposição para sustentar os minutos de prática.

Já se estiver muito agitado(a), pode começar com uma respiração lenta e profunda, ou 4, 4, 4, (inspirando, segurando o ar, e expirando, por 4 segundos). Outra opção é entoar um mantra da sua preferência. Aproveite para se inspirar com a playlist do Har Rai no Spotify!

É normal enfrentar algum desconforto físico ou mental para manter uma postura, por exemplo. Mas lembre-se que o desafio faz parte desse treinamento. “Kundalini Yoga é um laboratório do corpo, da psique e do amadurecimento emocional” (Gurusangat Kaur Khalsa). Procure viver sua experiência com leveza e, permitindo um certo desconforto, você irá conquista-lo a cada dia.

“Sustente e será sustentado” (Yogi Bhajan)

Compaixão é essencial nesse processo. A qualquer momento, se falhar um dia de Sadhana, sempre haverá um novo dia, e a contagem é reiniciada do começo. Refletir sobre o que travou a sua Sadhana lhe dá muita informação sobre o que lhe trava na vida. E se há aprendizado, então não há “erro”.

  • Para encerrar:

Faça uma breve equalização, e deixe que tudo se assimile no seu campo. Finalize com 3 longos SAT NAM.

Com Amor e Orações,

Prem Bhagat Singh

 

Olá!
Podemos te ajudar?
Powered by