“Não relaxem a sua consciência.

Lembrem-se que nada é mais poderoso e belo que a sua respiração.

Vocês devem aumentar a sua capacidade respiratória para que seu cérebro seja fertilizado”.

Yogi Bhajan

Esta é uma meditação praanica muito secreta e sagrada, que pertence a uma classe de elevada técnica yóguica.

Seu propósito é que a pessoa possa viver até qualquer idade, sem perder a juventude. É um método físico para qualificarem a uma consciência elevada na qual acreditam. Aperfeiçoamento mental não funcionará até que estejam fisicamente fortes o suficiente.

Os benefícios de praticar esta meditação, correta e regularmente, são a juventude física e mental que permanecerão; você terá um constante fluxo de energia; de forma a não se sentir cansado; você se fará basicamente intuitivo; (…) você pode reter de você pode reter a energia, ser jovem, feliz e otimista.

Há três mil anos, os sábios disseram que aquele que praticar esta meditação se tornará saudável e fará os outros saudável também. Ela fertiliza o corpo e previne a depressão e a doença.

REGRAS RIGOROSAS PARA A PRÁTICA DESTA MEDITAÇÃO:

  1. Nunca exceda o tempo de 11 minutos de prática.
  2. Inspire lentamente. Quando expirar, não assobie.
  3. Você deve expirar totalmente a cada vez. “A chave para este exercício é que a respiração seja sentida nas pontas dos dedos de Júpiter.”

“Cada pequena coisa nesta meditação significa muito”.

Mudra: estique os dedos indicadores bem retos, e curve os demais dedos em punho e trave-os para baixo dos polegares. Seu dedo indicador (de Júpiter) tem três segmentos. Coloque o segmento do meio do indicador sobre o segmento do meio do indicador esquerdo. Mantenha o mudra ao nível do difragma.

Postura: Sente-se em qualquer postura meditativa confortável. Mantenha coluna ereta.

Olhos: Olhe para algum lugar que você goste.

Respiração: Inspire lentamente pelo nariz e lentamente expire pela boca. Dirija a corrente da expiração de forma que a respiração expirada toque as pontas dos dois indicadores esticados. Expire completa e poderosamente através da boca, mas não assobie.

Tempo: 11 minutos.

Para finalizar: Inspire, suspenda a respiração por 10 segundos, enquanto trava as suas mãos e as estica para cima sobre a cabeça. Alongue-se ao máximo. Expire, continue a alongar-se e mantenha a respiração fora por 10 segundos. Inspire, suspenda a respiração com o ar dentro por 10 segundos e alongue-se para cima. Expire e relaxe.

Obs.: É permitido tossir, espirrar ou bocejar. Se sua coluna doer ou coçar durante o exercício, alongue-se mas continue fazendo a meditação.

Prática conduzida por Yogi Bhajan em 16/02/1976.

Fonte: BHAJAN, Yogi. Praana, Praanae, Praanayama. p. 134-5.

Open chat
Olá!
Podemos te ajudar?