Quando Yogi Bhajan estava estudando com o seu Mestre, a Saudação ao sol era utilizada  como um exercício de aquecimento, antes dos kriyas de Kundalini Yoga. É um  excelente aquecimento, mas  também  é benéfico como um exercício por si só.

 

Benefícios

Aumenta a atividade cardíaca e a circulação,

Alonga e flexiona a coluna,

Massageia os órgãos internos,

Ajuda o sistema digestivo,

Exercita os pulmões e oxigena o sangue.

 

saudacao-ao-sol

Sincronize a sua respiração com os movimentos para criar um ritmo ininterrupto ao longo da sequência das posições. Comece praticando três ciclos e, depois gradualmente, aumente para cinco ou seis. Quando praticada com consciência, melhora a habilidade para maximizar o desempenho e aproveitamento de todas as posturas d versão da Saudação ao Sol

 

Acompanhe esta versão da Saudação ao Sol:

saudacao1

 

1 – Em pé, reto com os pés juntos, com os dedos maiores dos pés e os calcanhares tocando-se, o peso distribuído igualmente entre os dois pés, encontre seu equilíbrio. Os braços estão ao lado do corpo, dedos das mãos juntos.

 

2 – Inspire, trazendo os seus braços para cima da sua cabeça, palmas juntas. Alongue a coluna, levantando o peito e relaxando os ombros. Certifique-se de não comprimir as vértebras do pescoço e da baixa coluna. Olhe para os polegares.

 

3 – Expire e dobre o seu tronco para frente. Enquanto flexiona à frente, mantenha a coluna reta, alongando-a como se fosse alcançar adiante com o topo da cabeça. Quando não puder mais manter sua coluna reta, relaxe a cabeça tão perto dos joelhos quanto possa. O ideal será trazer o seu queixo até os tornozelos. Mantenha os joelhos retos e coloque as mãos no chão ao lado de cada pé, com as pontas dos dedos alinhados com a ponta dos dedos dos pés.Olhe fixamente para a ponta do nariz.

 

4 – Inspire levante a cabeça, alongando a sua coluna. Mantenha as mãos ou as pontas dos dedos no chão. Olhe fixamente para o ponto entre as sobrancelhas .

 

5 – Expire e dobre os joelhos, dando um passo ou saltando para trás de modo que as pernas posicionem-se retas atrás de você, equilibrando-se na base dos dedos dos pés dobrados. Os cotovelos estão dobrados, abraçando a caixa torácica e as palmas estão planas no chão, embaixo dos ombros, com os dedos bem separados. O corpo está em uma linha reta da testa aos tornozelos. Mantenha-se equilibrado igualmente entre as mãos e os pés. Não empurre para frente com os dedos dos pés.

 

6- A partir desta posição, inspire. endireite os cotovelos e arqueie as costas. Estique a parte superior das costas de modo a não colocar pressão na parte inferior da coluna. Dirija a testa para o céu e olhe fixamente para a ponta do nariz. Os dedos das mãos estão abertos e separados.

 

7 – expire, eleve os quadris de modo que o seu corpo esteja equilibrado em um formato de V invertido. Os pés e as palmas das mãos estão planos no chão: os cotovelos e joelhos estão retos. os dedos das mãos estão abertos e separados. Olhe fixamente para o umbigo e mantenha esta posição por cinco respirações.

 

8-Inspire e pule ou dê um passo, voltando para a postura 4

 

9- Expire e dobre-se à frente na postura 3

 

10 -Inspire e coloque-se na postura 2

 

11 – Expire e retorne À postura inicial, com os braços ao lado do corpo

Open chat
Olá!
Podemos te ajudar?